• admlegalize3djobs

7 ciladas comuns na hora de alugar um apê


Este artigo é para você, que está procurando um imóvel para alugar e não quer cair em: "É cilada, Bino!".


#bloglegalize #legalizeimobiliária #mercadoimobiliário #aluguelfácil #PonteNovaMG #alugueldeimóveis



Na hora de alugar um apartamento, é normal surgirem algumas dúvidas sobre qual o melhor negócio e como encontrar boas condições que se encaixam com a sua necessidade. Por isso, separamos alguns pontos principais que devem ser levados em consideração, para evitar transtornos, crises de ansiedade, choros, dor de cabeção, confusão etc... e garantir uma boa locação.


1. IPTU, condomínio, seguro incêndio e outras taxas


Conhecer bem quais as taxas, valores e impostos que estão inseridos no contrato de locação pode te poupar de preocupações futuras, pois além do aluguel, há também o pagamento mensal do condomínio e/ou outros gastos incluídos. Por isso, o é ideal conversar com a imobiliária e alinhar detalhadamente o que está fixado antes de assinar o contrato. Além de você saber exatamente pelo que está pagando.



2. Vistoria do local


Conhecer os ambientes do prédio, visitar o apartamento, reparar nos detalhes e pedir uma vistoria geral é muito importante para alinhar expectativa e realidade. Outro ponto a ser considerado é uma vistoria técnica na parte elétrica e hidráulica, avaliar a nova pintura e se o imóvel precisa de outros reparos, consertos e/ou trocas. Conversar sobre esses pontos com o locador do imóvel vai facilitar muito sua vida, além de evitar aborrecimentos e desgastes futuros.



3. Posicionamento solar


Parece um detalhe irrelevante de primeiro momento (e poucas pessoas, de fato, reparam), mas saber a posição do apartamento em relação ao Sol é de suma importância, isso porque a incidência de luz (ou a falta dela) interferem diretamente na claridade e aquecimento do local. Por isso, pergunte também sobre isso antes de fechar o negócio!



4. Metragem e áreas comuns


Na busca por um apartamento, outro ponto importante é saber qual a metragem exata de cada ambiente, para avaliar se o espaço está de acordo com as suas necessidades e se há lugar o suficiente para seus móveis. Assim, você poderá organizar o ambiente e se preparar, caso decida fechar o contrato. Busque também informações sobre as áreas de lazer e seu uso, sobre vaga de garagem, entenda como funciona toda essa parte e peça para especificar tudo o que foi combinado no contrato de locação.



5. Localização e região


O bairro e a região onde está localizado o imóvel é outro ponto decisivo, ao eleger seu futuro lar. Deste modo, antes de confirmar a locação do imóvel, faça uma visita nas redondezas do prédio, conheça a vizinhança, as opções de lazer, gastronomia, principais vias de acesso e não se esqueça de estar sempre atento se essa localização está adequada ao que procura.



6. Organização financeira


Após decidir o lugar, avaliar as condições do ambiente, fazer vistoria, entender a metragem do espaço, saber o que está incluso e todos os outros detalhes, chegou o momento de se organizar financeiramente e analisar suas finanças para entender se este custo com aluguel está dentro do seu orçamento.



7. Contrato


Mesmo sendo um contrato longo e cheio de cláusulas, você deve ler atentamente cada uma delas, pois ali constam as informações, direitos e responsabilidades entre locador e locatário. Se for necessário, peça ajuda a algum advogado ou um especialista em contratos de locação, assim será possível entender cada uma das cláusulas descritas e fazer um negócio favorável para ambas as partes.



E agora, está pronto para encontrar seu cantinho e não sofrer com as consequências de uma decisão por impulso? Apesar de nos empolgarmos com a perspectiva de uma mudança e o lado emocional "gritar" para escolhermos o lugar que mais gostamos, precisamos ser racionais e saber pesar cada detalhe.