• admlegalize3djobs

Como a pandemia alterou o mercado imobiliário

Após um ano de pandemia, alguns comportamentos foram fortemente alterados. Um deles, certamente, foi a nossa relação com a casa. Continue lendo e descubra o que mudou.


#legalizeimobiliaria #bloglegalize #mercadoimobiliario #comportamento #pandemia #covid19



Já faz um ano que estamos vivendo uma pandemia como nunca vista. E, apesar de todas as incertezas que chegaram junto com ela, algumas coisas podem ser afirmadas. Uma delas é justamente a nossa relação com a nossa casa. O que significou que todo mercado imobiliário sentiu.


É bem verdade que lá no início de 2020, quando tudo isso começou e nós não tínhamos nenhuma dimensão, o mercado sentiu. As pessoas ficaram com medo de investir... Porém, quando descobrimos que ficar em casa era a solução, imediatamente nossa relação com ela mudou.


E o que isso significou?!! Uma grande movimentação no setor!

Toda essa adaptação fez com que o mercado imobiliário brasileiro fechasse 2020 com um crescimento de 8,4% nas vendas de imóveis novos, em comparação com o ano de 2019; e com um aumento de 57,5% no número de imóveis vendidos, também se comparando com o ano anterior, segundo matéria divulgada no início deste mês, pelo Uol Economia.


Com isso, ficar mais tempo em casa representou um novo significado para o lar. Os consumidores começaram a buscar lugares e espaços que realmente representavam seu estilo de vida, que tivessem o conforto e aconchego que esperavam. Para alguns, uma casa maior, para outros, imóveis mais bem localizados e assim por diante.


Esta mudança de casa (e de vida) também trouxe um novo comportamento, como por exemplo, ensinar que ficar em casa tem seu valor. Começamos a cozinhar mais (ou pedir mais comida por aplicativos de delivery), a praticar exercícios, a aprender algo novo, estudar, a cuidar do corpo e da mente, a sermos mais exigentes com a limpeza, encontramos até formas de nos divertirmos sem precisar "ver a cara da rua". Se antes a casa era "mais um lugar", agora, ela é O LUGAR. O nosso lugar no mundo!


Lá se vão um ano e três meses de incertezas, mas das poucas certezas que temos, a frase "lar é onde o coração está" nunca fez tanto sentido.